Organização

A organização aqui tratada é desde aquela que gere uma Empresa até aquela que governa uma Comunidade passando por Hospitais, Escolas, Comunicações, Finanças, Recursos Humanos, Organizações sem fim lucrativo etc. etc. etc.

  • A menção da palavra “Cidadão”

Nunca se faz menção a raça, cor ou religião. São todos iguais. (Ainda há muito que igualar, mas cada vez vai ser menor com o passar dos anos.)

Há apenas um caso que se refere a Cidadãos com deficiência. Como e quando são acompanhados, eventualmente tratados.

  • Cidadãos que compõem uma Organização

Uma Organização deve ser composta por Cidadãos com idades entre os 30 e os 45 anos. Muito excecionalmente até aos 50 anos. Isto porque assim obtemos pessoas suficientemente jovens, mas não demasiado velhas. Têm de ter sexos diferentes sendo rotativos. Por exemplo:

  • Presidente – Masculino, os dois Vice-Presidentes – Femininos;
  • Isto implica que nos cinco anos seguintes o Presidente – Feminino e os dois Vice-Presidentes – Masculinos.

Outro caso:

  • Presidente e um Vice-Presidente – Femininos;
  • Isto implica que nos cinco anos seguintes o Presidente e um Vice-Presidente tem de ser Masculinos.

Nunca pode haver três do mesmo sexo.

É útil porque permite aos jovens incutir novas ideias e aos de mais idade aceitá-las se tiverem razão de ser.

  • Idade dos Cidadãos

Com mais de 30 anos porque permite às pessoas amadurecerem o suficiente para, quando expõe uma ideia, ela ter pés, tronco e cabeça. Com menos de 45 anos porque são jovens com mais um pouco de idade 😀. Poderá, muito excecionalmente, ser até aos 50 anos quando se obtém um desempenho acima do normal.

  • Q.I. dos Cidadãos

Entre todas as pessoas que se propõe fazer parte de uma Organização devem ser escolhidas aquelas que tem o mais alto Q.I. Este deve ser determinado por três Empresas distintas, rotativas entre um largo número e sem que caia em cima das mesmas consequentemente, de Psicologia. As Empresas de Psicologia TÊM de TER métodos diferentes para determinar o Q.I.

  • Duração, em tempo, dos cargos

A duração do cargo das pessoas que pertencem a uma Organização é de cinco anos para evitar hábitos e para dar hipóteses às pessoas evoluírem dentro da Organização.

  • Forma de decisão

A Organização deve ser composta por um/a Presidente, que nunca decide sozinho/a mas sim com os seus dois/duas Vice-presidentes (ganha a ideia que tiver pelo menos dois votos secretos a favor), duas/dois Vice-presidentes, cada um/a delas/es com um/a secretária/o também selecionados(as) com o mais alto Q.I. Qualquer um dos/as três pode propor ideias sendo, como se espera, que surjam mais por parte da/o Presidente.

Como é natural, não vai recair sobre os três Presidente / Vice-Presidentes aquilo que tem que tratar no dia a dia, mas têm a obrigação de, em qualquer altura, rever o que está a entrar para processamento evitando assim que haja atrasos convenientes para um determinado lado com prejuízo de outros.

  • Número de Secretários

Essa escolha é feita pelos seus secretários/as que serão em número suficiente, conforme a dimensão da Comunidade. Para cada 10.000 cidadãos habitantes serão atribuídas cinco secretárias/os. Pode parecer pouco, mas não é: Com a formação tida para exercerem essa função, com a facilidade de comunicação entre os diversos tipos de Organizações para solicitarem / darem documentos autenticados / informações de uma forma célere (um dia no máximo) e não lenta (n dias) como se verifica atualmente são mais do que suficientes.

  • Ordenado dos Cidadãos

O seu ordenado ronda entre os 2.000€ e os 3.000€ uma vez que são uma das peças fundamentais que fazem as Organizações funcionarem.

  • Cidadãos dispensados

Quando, por qualquer motivo válido (não por culpa do/a própria/o secretário/a), são dispensados da Organização em que estão a trabalhar têm uma de duas opções: ou se candidatam a uma outra Organização, de preferência próxima da anterior, ou constituem uma Empresa em que terão que escolher mais dois Cidadãos para a gerir.

  • Classificação profissional dos Cidadãos

Os Trabalhadores Dependentes que produzem são Cidadãos das mais diversas profissões. Desde o Trolha até ao Técnico de Investigação, passando pelos Professores, Médicas, Astronautas, Secretários, Psicólogos, etc… São os Cidadãos que contribuem, juntamente com os Administradores da Empresa, Instituição, Organização sem fins lucrativos e Governo, com o Imposto Único.

  • Ordenado Profissional dos Cidadãos

Os Trabalhadores Dependentes são, como é óbvio, a charneira principal da evolução de um País. O seu ordenado ronda entre os 2.000€ e os 10.000€ conforme a sua posição na escala de importância. Por ex.:

  • Secretária – 2.000€;
  • Trolha – 2.000€;
  • Condutor Profissional – 3.000€;
  • Médica – 6.000€;
  • Administrador-Presidente – 10.000€;
  • Investigadora-Presidente – 9.000€;
  • Recém-nascido (até ao segundo) – 1.000€;
  • Astronauta – 7.000€;
  • Administrador-Presidente de uma Instituição de Astronomia – 5.000€;
  • etc…
  • Organizações de uma Comunidade

Cada organização de um nível inferior rege-se pelas mesmas normas. Deverá haver tantas Organizações de nível inferior quanto mais for complexo o que se tem de gerir. Contudo recomenda-se que, por exemplo, na organização de uma Comunidade haja uma para cada, um dos seguintes itens.

  • Direitos e Obrigações,
  • Saúde,
  • Educação,
  • Comunicações,
  • Produção,
  • Finanças,
  • Proteção,
  • Recursos Humanos.

em geral e dentro de cada País de uma forma idêntica. 

  • Ausência por completo de Papel

TODO o trabalho, SEM QUALQUER EXCEÇÃO, das Organizações tem de ser efetuado utilizando computadores, SEM impressoras, atualmente ou algo que os substitua para melhor no futuro. Para enviar declarações de IRS para as Finanças, por exemplo, é suficiente o computador. Como este exemplo todos os outros, Declarações, Plantas de arquitetos, Impostos complementares, etc. são enviadas através dos computadores para os mais diversos sítios onde sejam necessários.

  • Comunicação e Material Informático

A comunicação, devidamente encriptada, é feita através de fibra ótica, obrigatoriamente, ou de processos mais rápidos que venham a existir no futuro. Os computadores devem ser construídos em matéria reciclável, fácil de fazer a sua reutilização quando chegam ao fim de vida, sendo substituídos todos os anos por versões melhores. Devem ser adquiridos por prazos nunca superiores a três anos, com a retoma por parte das Empresas que os forneceram (no caso de não existirem, por parte de quem fabrica o novo equipamento) que procederam ao seu envio para a reciclagem. Deverão ter preços relativamente baixos uma vez que fazem parte de um suporte fundamental da Organização (mais venda = menor custo).

  • Obrigatoriedade de apresentação pública de rendimentos

Todas as pessoas que façam parte de uma Organização ou organização de um nível inferior, devem, OBRIGATORIAMENTE, expor os seus rendimentos e de todos aqueles que pertençam à sua família até ao 4º grau a todas as outras pessoas que estão sob a sua gestão. Como é lógico os elementos de uma organização de um nível inferior de um País deverão expor a todos os eleitores os seus (e da família até ao 4º grau) IRS. Isto mantêm-se para SEMPRE. Isto quer dizer que quem enveredar pelo caminho de membro de uma Organização / organização de um nível inferior, deve-o fazer munido de autorizações IRREVOGÁVEIS para que isso aconteça e, também, deve pensar muito bem acerca disso.

  • Rendimentos profissionais máximos

Os rendimentos mensais / anuais das pessoas que fazem parte de uma Organização NUNCA devem ser superiores a 10.000€ mensais / 120.000€ anuais. Entre o cargo de Presidente e o de Vice-presidente NUNCA deve haver mais do que 2.500€ de diferença mensal / 30.000€ anuais.

  • Aumento anual do Rendimento profissional

A atualização do rendimento mensal tem de ser ÚNICA para todas as Organizações e em função da percentagem anual do crescimento económico da Comunidade.

  • Custos iguais a ZERO

O custo tido por TODAS as pessoas com o que envolve a Saúde (Hospitais, Centros de saúde, medicamentos, etc.), Educação (Escolas, Livros eletrónicos, etc.) e Comunicações [via terrestre, aérea, marítima, subaquática, transmissão de dados (fibra ótica), etc.] é igual a ZERO.

  • Custos diferentes de ZERO

No caso das Comunicações terrestres, aéreas, marítimas e subaquáticas quando utilizadas para usufruir de transporte / passeios nas suas férias / tempos livres iguais ou superiores a três dias, deve ser cobrado o valor de custo mais uma percentagem de 10% que contribuirá diretamente para os seus custos tidos quando distribuídos gratuitamente. Claro que não é suficiente, mas é uma ajuda libertando um pouco o peso que tem no Imposto Único.

  • Cidadão que comete uma falta jurídica

Quando um Cidadão é dispensado da Organização a que pertencem por culpa própria, após ser julgado num espaço de tempo nunca superior a sete dias, é imediatamente preso pelo tempo disposto no Juízo que nunca é inferior ao necessário para que com o seu trabalho gratuito ele possa repor o prejuízo causado.

  • Respeito perante os Cidadãos presos

Todos os Cidadãos presos são tratados com o maior respeito pelos seus Guardas Prisionais.

  • Desrespeito por parte de um Guarda perante os Cidadãos presos

Caso isso não aconteça o Guarda em questão será preso, sem direito a ser julgado, por um período de um mês obedecendo às mesmas regras impostas aos Cidadãos presos. No fim da prisão é expulso do Estabelecimento Prisional nunca mais podendo concorrer a qualquer serviço do Governo. No caso de haver reincidência mais tarde o Cidadão ex-Guarda Prisional é julgado para apurar se realmente houve reincidência e, em caso positivo, é condenado a seis meses em tempo de prisão. Qualquer reincidência posterior é condenada ao duplo do tempo anterior de prisão.

  • Video vigilância dos Cidadãos presos

O seu trabalho é monitorado com câmaras e qualquer falha na produção significa um aumento no seu tempo de prisão em trinta dias.

No fim do dia de trabalho os Cidadão presos colocam os materiais com que trabalharam no seu sítio, devidamente limpos e prontos para começar um novo dia de trabalho.

Os Guardas devem prestar especial atenção quando se trate de peças que sirvam para corte, verificando se estão todas nos lugares e devidamente compostas. Isto, além de todas as outras.

O método de saída dos Cidadão presos é 20% de cada vez, com intervalos de dez minutos entre cada grupo. Também aqui se utiliza o sistema informático para definir quais os que saem.

  • Condições de trabalho dos Cidadãos presos

As condições dos Cidadãos presos são as mínimas necessárias para a sua sobrevivência num estado saudável de forma a que muito raramente tenham de parar para ter de ir a um Hospital.

  • Direitos dos Cidadãos presos

Os Cidadãos presos não têm qualquer direito cívico.

Uma vez preso:

  • As suas instalações resumem-se a um gradeamento de um quadrado de 4m x 4m, uma cama com um lençol e um cobertor, as suas necessidades são feitas numa sanita, o seu banho diário também é feito no espaço anexo. Tanto a sanita como o chuveiro são rodeados por uma cortina que, quando os Cidadãos saem para o seu trabalho, são revistos ao pormenor pelos Guardas prisionais de forma a evitarem que haja entupimentos “acidentais”. Caso se verifique um destes entupimentos o tempo de prisão aumenta quinze dias;
  • Não pode votar;
  • Não pode estar ao corrente da evolução da situação fora do Estabelecimento Prisional;
  • Todos os Cidadãos presos têm de se apresentar todos os dias às 8h00m prontos para o trabalho, isto quer dizer que no caso dos homens têm de estar barbeados, no caso das mulheres obviamente não, vestidos com a indumentária caraterística dos Estabelecimentos Prisionais mas com o código de barras (ou outro que venha a substituir para melhor) bem visível atrás e à frente, não desbotado, sem brincos ou outros ornamentos.
  • Não têm direito a visitas;
  • Não tem direito a tempos de descanso superiores a dez minutos e não mais do que cinco durante o dia em tempos determinados pelo sistema informático interno. São gozados no seu local de trabalho;
  • Quando se verifique a aproximação de dois ou mais Cidadãos presos em reuniões de carater íntimo são separados, indo cada um para uma unidade Estabelecimento Prisional diferente;
  • Nas refeições são 20% de cada vez, com os Cidadãos presos sorteados pelo sistema informático dez minutos antes da saída e comunicado pelo sistema interno de áudio;
  • Nos últimos três meses de cumprimento do tempo de prisão os Cidadão presos são separados dos outros e é-lhes ministrada uma formação para os ajudar a integrar-se na vida pós prisão. Nunca pode ser na profissão que eles exerciam antes de serem presos.
  • Muros do Estabelecimento Prisional

Os muros que rodeiam o Estabelecimento Prisional são feitos de um material resistente às balas e a um eventual ataque com helicópteros e / ou tanques;

  • Passar do sistema atual para a Organização

É necessário duas a três gerações (de quinze anos cada) para passar do sistema de Política atual para o sistema de Política Construtiva.

A Política atual é composta por:

  • Um presidente
    •  
  • Assembleia da República
    •  
  • Governo
    •  
  • Tribunais
    •  
  • Sistema partidário
    •  
  • Ministérios
    •  
  • Resumo final da Organização

Dentro do Estabelecimento Prisional existe todo um conjunto de material de forma a satisfazer profissões que envolvam trabalho físico.

Com este tipo de Organização obtêm-se os seguintes benefícios:

  • Uma maior flexibilidade entre a Organização da pequena Empresa e a da Comunidade;
  • Em termos de comunicação (acabam-se, de uma vez por todas, as burocracias);
  • Uma maior economia em vencimentos, nivelando-os para valores entre os 1.000€ e os 10.000€ mensais;
  • Uma maior economia em impostos, como há menores vencimentos há menores impostos, exceto se a produção for tão elevada que ultrapasse o rendimento mensal de 10.000€, nesse caso o excedente deve ser direcionado para a investigação científica (é um imposto que não o é 😋). Isto porque é aplicado diretamente numa área específica;
  • Deixa de haver tantas pessoas em cargos de Organização. Isto não implica que não hajam mais Organizações, com qualidade, a gerar produtos;
  • Uma maior facilidade de viver no Interior ou junto ao Mar porque é gratuita a deslocação de pessoas ou a comunicação através de fibra ótica entre um ponto e o outro;

A Organização disposta desta forma rompe por completo com o tipo de organização atual. Serão, sem dúvida, necessários dez a vinte anos para a implementar. Se começarmos já, acabamos de a ter mais cedo! 😋

© 2020 In.Form@Group

Made by Jorge Verde

Leave a reply


Scroll to Top